As cores de carro que mais desvalorizam com o tempo

São poucas as pessoas que compram um veículo sem pensar no futuro, ou seja, na hora da troca ou da venda. Vários fatores devem ser levados em consideração: marca, modelo, acessórios, preço e cor. Este último pode ser importantíssimo na hora da venda, pois existem aquelas cores de carro que mais desvalorizam ― ou menos ―, além daquelas que são mais fáceis de vender.

Continue a leitura e saiba quais são as melhores e piores cores nesse sentido!

As cores de carro que mais desvalorizam

Prata

Apesar de representar cerca de 30% da frota brasileira, a cor prata é a que mais desvaloriza atualmente. Mas é importante não confundir desvalorização com facilidade de vender.

Explicando simplificadamente: o mercado de automóveis, principalmente de seminovos e usados, funciona seguindo a lei da oferta e da demanda, isto é, quando um produto existe em pequena quantidade no mercado e a demanda é grande, os preços sobem. E o cenário contrário também ocorre: quando a oferta é muito maior que a demanda, os preços caem.

E é exatamente isso o que ocorre com os carros da cor prata. Por fazerem parte de uma frota tão grande, existem inúmeras opções no mercado para o comprador. A desvalorização é de cerca de 10,66% para sedãs e 10,39% para hatchs, segundo estudo da WebMotors realizado entre os anos de 2012 e 2014.

Novamente, isso não significa que seu carro será difícil de vender. Muito pelo contrário: a cor prata é a mais aceita pelo mercado hoje em dia. Apenas significa que o preço será um pouco menor do que se fosse de outra cor.

Preto

O preto está na lista de cores de carro que mais desvalorizam com o tempo por um motivo bastante semelhante ao dos carros pratas. Afinal, os carros pretos representam a segunda maior frota do Brasil, de acordo com uma pesquisa feita pela DuPont Automotive.

É uma cor bastante fácil de revender, ainda mais se os cuidados com o carro e com a pintura foram feitos sem negligências. Mas a desvalorização pode chegar a 10,6% em carros sedãs e 10,21% nos modelos hatchs, segundo a mesma pesquisa da WebMotors.

As cores de carro que menos desvalorizam

Enquanto as cores prata e preta representam as maiores taxas de desvalorização, as cores que menos desvalorizam são azul para carros sedãs e branca para carros hatchs.

O motivo é também a lei da oferta e da demanda, pois na hora da revenda não existem muitos modelos dessas cores, e os interessados nelas acabam pagando um pouco mais para terem o produto como desejam.

Mas cuidado! Carros coloridos, sejam dessas ou de outras cores, podem ser um pouco mais difíceis de vender!

Agora que você já sabe as cores de carro que mais desvalorizam com o tempo, já pode ir pensando na cor do seu próximo veículo! Mas não se prenda somente a isso, pois o mercado muda constantemente.

Um grande exemplo disso é que a frota de carros brancos está crescendo muito atualmente, o que pode indicar uma desvalorização para essa cor em um futuro relativamente próximo.

Se você gostou das nossas dicas, compartilhe este post nas suas redes sociais para todo mundo também ficar sabendo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *